terça-feira, 22 de dezembro de 2009

História da Águia




A águia é uma ave que chega a viver até 70 anos.Mas para chegar a essa idade ela tem que tomar uma séria e difícil decisão por volta dos 40 anos.Nessa idade,ela está com as unhas compridas e flexíveis não conseguindo mais caçar suas presas para se alimentar;seu bico alongado e pontiagudo já esta curvo e suas asas estão apontando contra o
peito,envelhecidas e pesadas em função das grossura das pernas;e voas já está se tornando uma tarefa difícil então.A águia só tem duas alternativas:morrer ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar 150 dias.

Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e recolher-se em um ninho próximo a um paredão,onde ela não necessite voar.Após encontrar esse lugar,a águia começa a bater com o bico contra a rocha até conseguir arrancá-lo.Após arrancálo,espera nascer um novo bico,com qual vai depois arrancar suas unhas.Quando as novas unhas começarem a nascer,ela passa a arrancar as velhas penas.E somente depois de 5 meses ela sai para seus famosos vôo de renovação.E poderá viver então,por mais uns 30 anos.

Em nossa vida,muitas vezes,temos de nos resguardar por algum tempo e começar um processo de renovação. Para que continuemos a voar um vôo de vitória,devemos nos deprender de lembranças,costumes e outras tradições que nos causaram dor.Somente quando nos livramos do peso do passado é que podemos aproveitar o resultado valioso que uma alto renovação sempre traz.

______________________________________________________


Durante 2009 assisti algumas pessoas tentar esse voo da renovação mesmo de longe acompanhei a luta pessoal de muitas pessoas. Algumas conseguiram outras não.
Esse texto trás a magia da força pessoal que muitas vezes temos que conseguir em nós mesmos.Sempre digo que existe duas formas de viver.
A mais fácil é estar vivo. E o mais dificil é Viver a Vida.
Pois viver a vida exige sabedoria e muitos voos como o da águia. Pois para viver é preciso se renovar sempre.
Eu sempre me renovo e vocês?

Deusa

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O amor por Elisa Lucinda




Sempre quis um amor
que falasse
que soubesse o que sentisse.

Sempre quis uma amor que elaborasse
Que quando dormisse
ressonasse confiança
no sopro do sono
e trouxesse beijo
no clarão da amanhecice.

Sempre quis um amor
que coubesse no que me disse.

Sempre quis uma meninice
entre menino e senhor
uma cachorrice
onde tanto pudesse a sem-vergonhice
do macho
quanto a sabedoria do sabedor.

Sempre quis um amor cujo
BOM DIA!
morasse na eternidade de encadear os tempos:
passado presente futuro
coisa da mesma embocadura
sabor da mesma golada.

Sempre quis um amor de goleadas
cuja rede complexa
do pano de fundo dos seres
não assustasse.

Sempre quis um amor
que não se incomodasse
quando a poesia da cama me levasse.

Sempre quis uma amor
que não se chateasse
diante das diferenças.

Agora, diante da encomenda
metade de mim rasga afoita
o embrulho
e a outra metade é o
futuro de saber o segredo
que enrola o laço,

é observar
o desenho
do invólucro e compará-lo
com a calma da alma
o seu conteúdo.

Contudo
sempre quis um amor
que me coubesse futuro
e me alternasse em menina e adulto
que ora eu fosse o fácil, o sério
e ora um doce mistério
que ora eu fosse medo-asneira
e ora eu fosse brincadeira
ultra-sonografia do furor,
sempre quis um amor
que sem tensa-corrida-de ocorresse.

Sempre quis um amor
que acontecesse
sem esforço
sem medo da inspiração
por ele acabar.

Sempre quis um amor
de abafar,(não o caso)
mas cuja demora de ocaso
estivesse imensamente
nas nossas mãos.

Sem senãos.

Sempre quis um amor
com definição de quero
sem o lero-lero da falsa sedução.
Eu sempre disse não
à constituição dos séculos
que diz que o "garantido" amor
é a sua negação.

Sempre quis um amor
que gozasse
e que pouco antes
de chegar a esse céu
se anunciasse.

Sempre quis um amor
que vivesse a felicidade
sem reclamar dela ou disso.

Sempre quis um amor não omisso
e que suas estórias me contasse.

Ah, eu sempre quis um amor que amasse.
( Elisa Lucinda)

Próximo a chegada do ano novo..
Desejo que todos aqueles que aqui visitam esse blog..
De uma certa maneira deixe de viver o amor por encomenda.
Que ele saia do plano dos desejos e seja real na vida de vcs.
Assim como é na minha vida. Viver o amor é simples..
Basta saber Amar.

Beijos com carinho

Deusa

domingo, 22 de novembro de 2009

Recado de um baunilha




Juro que dos meus lábios nunca saiu uma única frase sobre BDSM.

Mas confesso que ele passou algumas horas em um motel ao meu lado e do Kleiton.


E no outro dia nos deixou esse recado:

Adoraria ser seu escravo Domestico Reprodutor,e vc minha Sinhazinha,iria montar com vc um Quilombo da atualidade. bjs



Eu e Kle já demos muitas gargalhadas com essa mensagem.

Depois disso decidi que a Deusa vai entrar em ação.


Afinal de contas um escravo doméstico é sempre bem vindo ainda mais nesse momento que ando tão ocupada com o trabalho.

Mas não estou pensando em ser promovida para Sinhazinha. Não..não!

Prefiro continuar sendo a Deusa.

Sobre montar um quilombo da atualidade.kkk até que me despertou um certo interesse.

Sempre gostei de ser diferente. :)


Agora preciso procurar um espaço no céu para montar um quilombo da atualidade.

Mas tudo depende dos Deuses..

Não sei se eles irão gostar.

Aceito sugestões!

Até mais...

Deusa.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Caminhando de mãos dadas com a vida.



Hoje, vejo-me caminhando de mãos dadas com a vida.
Em um pequeno trajeto tão imenso e intenso.
Quanta ousadia a nossa viver assim.
Nossos rastros ficam por onde passamos.
Passos, cheiros..cores..enigmas.
Somos assim..

Já não temos mais idade para se preocupar
Com que os outros irão pensar.
E se pensarem alguma coisa.
Que seja boa..
Se for ruim..

Tanto faz..
E se hoje vejo-me caminhando de mãos dadas com a vida.
É pq esse caminho é único..
Onde não existem mais ninguém..
Apenas vc e eu..
Eu e você.
Deusa


Te amo Kle
Cada dia mais..
Obrigada por sempre acreditar em mim..
Por sempre compartilhar comigo todos os
meus planos..
Por acreditar e confiar.
Nessa mulher que vive do seu lado..
Cada dia mais amando vc!
Caminhando cada dia mais de mãos dadas com a vida e com Você.

Amo-te
No nosso horizonte...

sábado, 7 de novembro de 2009

BDSM versus Masturbação Virtual


Quero escrever sobre uma menina que nunca conheci.
E quando digo que nunca conheci é em todos os sentidos. Seja no mundo real,no vasto mundão virtual.
Nunca trocamos uma palavra e muito menos uma teclada.

Mas sua história me chamou atenção.Apesar de ser tão parecida como de tantas outras
que existem no mundo virtual do BDSM. Escravas com Donos sem nunca terem encontrado os mesmos. Sem nunca terem tido uma sessão. E usam todo o manto liturgico para definir sua relação.

Frases como: Sou sua, unicamente sua, exclusivamente sua. Algumas vão além..até registro possuem. Fazem um blog e ali escrevem toda a história de uma relação virtual achando que o blog poderá dar uma forma concreta da relação.

Me desculpem as meninas ou meninos que vivem o BDSM virtualmente.Vocês sabem que isso não é relação BDSM. Por isso não precisam ter xiliques por causa das minhas palavras. Eu mesma já recusei inúmeros escravos e escravas por ter absoluta certeza que esses somente iriam ser virtuais.

BDSM é tesão, prazer, descobertas, pele, osso, carne, cheiro e muito TOQUE.


Vamos voltar falar sobre a menina que me chamou atenção.

Caracteriticas: Nome com coleira.Blog dedicado ao Dono.
Tempo da relação: Alguns meses.
Motivo do encoleiramento: Desejava descobrir um mundo diferente. Desejava pertencer a algúem, sentir o prazer da carne, o contato, apanhar, ficar de joelhos.
Enfim ela sonhava com um mundo real.
Mas com o passar da relação ambos não conseguiram sair do campo virtual.

Pelo blog podemos acompanhar toda história de uma relação pautada somente em sonhos, problemas do cotidiano como desculpa para não se encontrarem.
O blog era carregado de transcrições de bate papos virtuais..torpedos..e ordens da parte dele por msn.
Até que um certo dia as postagens começaram a mudar de teor..sentimentos de frustações tomaram forma no blog.

Ela corajosamente faz um texto dando Adeus ao Dono e a todos os sonhos não vividos nos meses que esteve pertecendo a ele.
Poderia ter ficado com pena dela..Mas não tive.
Ao término da leitura do texto sobre o fim da relação.Dos meus lábios brotaram um lindo sorriso.

Pela coragem que ela teve em por um fim em um faz de conta.
Coragem dela em expor para todos que o Dominador dela não passava de um Dom
de msn. "Tema que brevemente irei abordar".
E que ela sim..tinha sonhos reais de carne e osso para viver o BDSM.
Por isso sua história me chamou a atenção.




Ela não é como tantas outras e outros..que se acomodam no msn..e satisfazem seus desejos teclando..e postando por aí que vivem o BDSM.

Me desculpem meninas e meninos que vivem o BDSM assim..pq para essa Deusa isso não passa de Masturbação virtual.
E parabéns para quem tem coragem.
E graças aos céus conheço um monte de mulher corajosa! :)

Como diz a Clarice:

Viver ultrapassa qualquer entendimento.


Beijos saborosos

Deusa..


PS: A foto no cavalete é minha mesmo.
Outras no blog do meu maridinho.
www.srkleiton.blogspot.com

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O amor é o prêmio para quem relaxa!



“As pessoas ficam procurando o amor como solução para todos os seus problemas quando, na realidade, o amor é a recompensa por você ter resolvido os seus problemas”. Norman Mailer.
Copiem. Decorem. Aprendam.


Temos a mania de achar que amor é algo que se busca. Buscamos o amor em bares, buscamos o amor na internet, buscamos o amor na parada de ônibus. Como num jogo de esconde-esconde, procuramos pelo amor que está oculto dentro das boates, nas salas de aula, nas platéias dos teatros. Ele certamente está por ali, você quase pode sentir o seu cheiro, precisa apenas descobri-lo e agarrá-lo o mais rápido possível, pois só o amor constrói, só o amor salva, só o amor traz felicidade.


Amor não é medicamento. Se você está deprimido, histérico ou ansioso demais, o amor não se aproximará,e, caso o faça vai frustrar suas expectativas, porque o amor quer ser recebido com saúde e leveza,ele não suporta a idéia de ser ingerido de quatro em quatro horas, como antibiótico para combater as bactérias da solidão e da falta de auto-estima. Você já ouviu muitas vezes alguém dizer:

“Quando eu menos esperava, quando eu havia desistido de procurar, o amor apareceu”. Claro, o amor não é bobo, quer ser bem tratado, por isso escolhe as pessoas que, antes de tudo, tratam bem de si mesmas.


"Para quem acha que isso é chantagem, arrisco sair em defesa do amor: ser feliz é uma exigência razoável e não é tarefa tão complicada. Felizes aqueles que aprendem a administrar seus conflitos, que aceitam suas oscilações de humor, que dão o melhor de si e não se autoflagelam por causa dos erros que cometem. Felicidade é serenidade. Não tem nada a ver com piscinas, carros e muito menos com príncipes encantados."
"O amor é o prêmio para quem relaxa."
Martha Medeiros

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Todas as trilhas caminharam pra gente se achar...





Não importa quanto tempo estamos juntos
Quanto o tempo nos permitirá
Quantos anos nosso amor sobreviverá
Se ainda temos muito o que conviver.

Já não existe verdades
Não ditas
Segredos escondidos
Detalhes omitidos

O que importa é que HOJE
Eu tenho você.


E Hoje eu quero te falar
Dos sentimentos mais verdadeiros que tenho
Do nosso tempo de ser feliz que é hoje
E do lugar sagrado onde hoje estamos
Que torna tudo o que sentimos... Mágico


Hoje eu só tenho que agradecer a você
Pelo nosso tempo
Pelos nossos sentimentos
E pela nossa verdade

Eu te amo
E você me ama
Hoje isso é tudo que conta!
Deusa


Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade
Maria Gadu

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Meio Tom


Há uma parte de mim que não é meio tom.
Essa parte de mim sempre teve pressa.
Pressa de inúmeras coisas.
E sempre continuarei a ter pressa.
Alguns já descreveram essa parte que há em mim.
Alguns falam que é mar embriagante.
Outros dizem que é fogo incandescente.
Que nada teme. Devorando os sentimentos.
Com ferocidade nas palavras.De forma passional.
Eu somente digo que existe essa parte de mim.
Que é ser incontrolável. Violando qualquer regra.
Que é alma incapturavel e ela nada teme.
Pq ela nunca será meio tom.
Deusa

domingo, 27 de setembro de 2009

Sem você nem o tempo me faz companhia.



E quando todas as horas do meu dia se tornou vazio sem você..
Descobri que não dava para viver sem você.
Não foi fácil descobrir o amor..não foi fácil aceitar que estava amando.
E muito menos descobrir o vazio que ficava com sua ausência. Vazio que sangrava o coração.
Lembro que ele fez uma certa viagem para a cidade maravilhosa..foi com essa ausência que descobri o amor.
Mas que poderia eu exigir de um homem que se dizia que era meu Dono..? Nada..não exigi nada.

Lembro do regresso dele..que ao colocar os pés em São Paulo me ligou..falando da saudade dele..e nos encontramos no mesmo dia.E fui me entregando na maior viagem que já fiz na vida..Viajei do seu lado. Aceitei aquilo que ele me dava
e as vezes achava tão pouco..perto do que tinha para oferecer. E naquele momento da nossa história lhe dei aquilo que buscava a submissão dos meus desejos.
Mas a entrega foi crescendo de uma tal maneira que até mesmo o dominador se entregou. Misturamos nossos corpos. Misturamos nossos desejos. Misturamos nossas vidas.


Certo dia fui viajar..me ausentei por alguns dias..E como sentimos falta um do outro. Nem mesmo o celular dava conta de aliviar a dor da ausência. Ele sentiu..eu senti também. Pela primeira vez Kleiton desabafaria:
Eu não vivo mas sem você.
E muito menos eu..Prometemos um ao outro que não ficariamos mais separados.
Foi assim que nos casamos.
Já se passaram dois meses da nossa união.. é o fogo que arde quando acordamos..quando ficamos juntos em casa a tarde..a noite..rs já estamos em pleno incêndio.


Semana passada tivemos um desencontro no fim do dia ao retornamos para casa..meu celular descarregado..
Uma hora de atraso foi o suficiente para deixar nossos corações desesperados..Kleiton já pensava no pior. E eu desesperada por saber que ele estava preocupado comigo.
Quando consegui ligar para ele..meus olhos já estavam cheio de lágrimas..Não demora muito ele chega.
Semblante abatido..preocupado..Olha nos meus olhos e diz:
"Voce vai andar agora com dois celulares.Eu já estava pensando no pior..Você é tão desligada do mundo quando anda pelas ruas..Demorei tanto pra te encontrar que não consigo mais viver sem você.."


E nem eu meu amor..vivo sem VOCÊ..


Te amo..muito..


PS: E no carro tocava essa canção..
Não sei se saberia chegar até o fim do dia sem você..

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Teste do beijo!




Mil beijos em todos vocês!


Deusa

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Baladinhas,Baladas e Baladas Liberais


Se na década de 70 as pessoas saiam de suas casas para curtir os embalos de sábado a noite.
Hoje as pessoas tem a opção de sairem na semana para as baladinhas onde as casas noturnas e os barzinhos de São Paulo não possuem um certo aglomerado de gente.
Público especifico na maioria universitários que matam as aulas ou após ela..para um bate papo com os amigos ou alguma pegação mais light. Nesses lugares até os professores que deveriam estar em aula podemos encontrar..rs O light dessas baladinhas me chama um pouco atenção..São beijos descompromissados, abraços apertados e no fim um número de celular ou o famoso msn. O sexo nas baladinhas não é o objetivo. O importante é a pegação.
É uma espécie de preliminar para o sexo..se gostou do beijo e do toque me ligue..que na próxima vamos para: Cama.

Já na sexta-feira entra em cena um outro tipo de público o Baladeiro de plantão..esses geralmente ficam nas portas do estabelecimento caçando suas presas..Não gostam de gastar muito..afinal de contas não colocam a mão no bolso nem para entrar nos estabelecimentos.Alguns até entram mas sempre ficam encostados em alguém para pagar sua bebida ou ficam de copo em copo.
Beijam muito..pegam muito..e quando o clima esquenta qualquer motelzinho serve para abater aquela que generozamente cedeu aos seus encantos..rs Nesses tipos de baladas não existe o depois..nem mesmo um número de celular se troca..ou o famoso msn.
É mais ou menos assim: Foi bom pra vc? Ótimo..e que venha os próximos..a fila anda muito rápido..as vezes depois de 3 horas de motel..ambos voltam pra balada e continuam sua noite repetindo tudo outra vez..com outras companhias.


Finalmente temos as "baladas liberais" que estão tomando lugar das famosas casas de swing..e casas de swing se transformando em locais de baladas liberais.
É só imaginar uma balada de fim de semana em locais que o público podem encontrar tudo..desde os famosos drinks..pegação na pista curtir a noite dançando, bebendo, fazendo amigos sempre ao lado de pessoas afim de um algo mais.
Para criar esse clima mais ousado clima mais sensual e erótico as casas tem gogo boys e gogo girls animando a pista, e strippers fazendo shows após a meia noite.

O que torna as baladas liberais diferente das outras é que tudo rola dentro das próprias casas com áreas restritas com salas coletivas e privativas onde você pode curtir um simples namoro, ou até mesmo ousar um pouco mais praticando o Swing (troca de casais), o menage ( algo a três) ou qualquer outra fantasia erótica que tenha em mente.Nada é obrigatório, mas tudo pode acontecer.
Se nos anos 70 os embalos era de sábado a noite..hoje São Paulo se embala..em qualquer dia da semana..seja nas baladinhas, baladas e baladas liberais..tem festa pra todo mundo.
____________________________________________



Repúdio
É lamentável, que nos tempos atuais ainda haja pessoas com visão tão limitadas e preconceituosas em relação ao funk e as culturas populares. Com isso criaram uma lei proibindo o Funk. Impossível seria tentar dialogar com um jovem no Rio de Janeiro e não falar do Funk.
Cultura popular tem que ser valorizada. Foi assim com o samba e na época o sambista era preso por vadiagem. E hoje é o maior espetáculo do Brasil.
Será que ouvir uma cançao onde a letra grita pelos ventos: Só as cachorras! rs incomoda tanto assim? Afinal existem milhares de mulheres que amam ser chamada de cachorra, cadela e vadia..na cama. Até quando o ser humano viverá debaixo dos panos?
Mas no dia 02/09/2009 ocorreu o Fim dessa Lei..isso levou todos os entusiastas do funk presentes na Assembléia a comemorar, cantando Eu só Quero é Ser Feliz.
E acredito que todos nós somente queremos ser felizes.
Deusa

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A nossa maneira


Cada qual sabe amar a seu modo, o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar.
( Machado de Assis)

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Novo Tempo: Tempo Novo


Era uma vez em um reino muito encantado uma mulher que se chamava Deusa..rs Ah..sim sou eu..
O reino foi ficando cada vez mais encantado. Era tanta luz naquele reino que ela resolveu se fechar
no seu reino. E viver sossegadamente essa luz que iluminava seu habitat.
Deusa não é nenhum personagem de contos de fadas.É gente de carne e osso.
Deusa nunca vestiu nenhuma roupagem. Algumas pessoas enxergavam nela várias em uma. Mas ela era uma única mulher.
Nesse reino Deusa vivia aquilo que desejava viver. Aprendeu a brincar de viver de uma maneira diferente.Viajou no mundo do faz de contas. Afinal ninguém é Dona(o) de ninguém no século atual. Mas Deusa brincou como criança. Criou seu reino.
Um dia ela desejou pertencer ao reino vizinho.Eis que então como um passe de mágica ela conhece algumas cidades com alguns palácios recendendo a mofo.Alguns Lordes, Condes,Dons e várias escravas carolas conspiradoras que alimentavam as fofocas da corte.

Sim, voce esta diante de um conto de fadas só que as avessas. Primeiro porque não aumentei nenhum virgula daquilo que vi e vivi. Narro como as coisas foram e quais as impressões tirei desses reinos vizinhos.
Depois porque se passou num mundo real. Real e bem real..ali aprendi o verdadeiro siginificado da palavra mediocridade.
E não pensem que foi em um lugar tão distante..Foi aqui no Brasil mesmo.rs E tão longe de algumas pessoas.

Mas voltando ao reino..
Em meios as lágrimas me afastei desses reinos vizinhos.E como todos sabem regressei lenvando um certo Dom..rs ( agora ele me mata) para o meu reino e algumas escravas não carolas dentro do meu coração.
E o tempo foi mudando tudo.A Deusa deixou de ser Deusa e o Dom deixou de ser Dom.
Sem que déssemos conta,esse tempo novo foi instalando-se definitivamente em nossas mentes.
Viramos seres humanos do século atual. Homem e Mulher. Marido e Esposa.
Hoje, somente a memória sabe do que falo. O passado se foi. O presente caminha cada vez mais rápido para
o futuro. Há tempos não existe mais a Deusa. Há tempos não me enxergo mais nele.
Quero ter nome e sobrenome sem nenhum condinome.Afinal sempre assumi aquilo que vivi.
Se sonhei em ser Deusa e fui uma..Por que não posso ser a mulher de carne e osso que sou aqui
Quero viver de acordo com o novo tempo.
Tempo que brevemente irá habitar esse blog.
Mas por enquanto...
E até quando ainda não sei...
Beijos no coração de todos voces.
Deusa.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

CASAMENTOS SEXUAIS

Estava lendo outro dia o livro "A Cena Conjugal", do psicanalista Gley P. Costa, quando me deparei com um trecho que analisava a base de sustentação de um casamento. O que faz uma relação durar mais do que outras? Elementar, meu caro internauta: CAMA.


Não é uma idéia romântica, nem mesmo uma idéia nova. Sangue de Jesus tem poder, mas sexo, me perdoem os fiéis, é páreo. Segundo o autor do livro, o prazer é o anseio número um dos casais, e quando ele é atingido plenamente, as outras áreas do relacionamento conjugal tendem a ficar menos conflitantes. Concordo: estando tudo nos trinques na hora do bem-bom, com qualidade, criatividade e relativa freqüência, o ronco do outro não incomoda tanto, o tempo que ela passa no telefone é irrelevante, a discordância sobre o filme que querem ver é café pequeno. Os problemas do cotidiano são diluídos embaixo dos lençóis.



Você deve conhecer ao menos um casal que, por mais que se desentenda, não consegue se separar. São aqueles casais-sanfonas, vão e voltam inúmeras vezes. Todos os amigos sabem que não vai dar certo, e não dá mesmo, eles brigam feito galos de rinha. Mas voltam. Nem que seja um ano depois, nem que seja para uma recaída breve, nem que seja para brigar um pouquinho mais: voltam. Estão unidos pelos laços sagrados do amor carnal. Devem conhecer todos os segredos do Kama Sutra.




Claro que não basta que só o sexo seja bom. O casal tem que ter afinidades matinais e vespertinas, não só noturnas. Mas o amor, verdadeiro motivo de qualquer enlace, não consegue dar conta do recado sozinho. Alguns acham que o amor resolve tudo, supera tudo, até o sexo raro e sem graça. Não é verdade. O casal que não transa bem, cuja química não funciona ou os cheiros não combinam, podem manter-se unidos até que a morte os separe, mas terminarão como dois irmãos. Ou farão voto de castidade em nome deste amor fraternal, ou procurarão sexo no mercado paralelo. Eu não condeno uma coisa nem outra, mas se podemos ter tudo em casa, amor e paixão, amor e desejo, amor e adrenalina, tanto melhor. Se você andou ouvindo seu coração e resolveu casar, agende antes uma entrevista com seu corpo também. Ele lhe dirá o que pouca gente admite: que desejar é tão importante quanto amar.
Martha Medeiros









PS: Depois de tudo que eu li..
Somente posso afirmar que ao me casar com Kleiton
fiz várias entrevistas com o meu corpo..
Nas próximas postagens irei debater um pouco mais sobre relacionamentos.
Deusa

domingo, 30 de agosto de 2009

Dia Perfeito



Domingo

Foi um dia "mais do que perfeito".

A magia pairva no ar.

Sensações..desejos..prazer...

A doce voz a gemer em meu ouvido,

um arranhão nas costas, o suspiro,

os dedos passeando pelos meus lábios,

nossos lábios se encontrando,

fantasias pintadas de inúmeras cores,

pisquei os olhos e o dia perfeito se foi...

mas foi de amor..

Feito com muito amor

Mais um pedaço da nossa história.

Deusa





quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Filha Da Puta




Dizem que o futuro repete o passado.
O certo é que a humanidade não muda..
Mas mesmo assim eu ainda acredito na humanidade.
Com ela dou risada..
Com ela ainda solto algumas lágrimas.
Espero que nas próxima eleições o povo vote nas Putas..e não nos filhos dela.

Deusa

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

É difícil viver meias verdades




É difícil viver meias verdades, é perigoso viver as experiências dos outros, então só nos resta, nos entregar ao amor. E viver nossas próprias experiências.
Nunca fui a garotinha que sonhava com o Amor..e muito menos ficava lendo revistas de foto novelas onde a mocinha no final ficava com o ser amado.
Vivo minha realidade sossegadamente. Não me importo com o que os outros irão pensar..ou falar.
Me preocupo sim. Com o pão nosso de cada dia. O resto é resto.
Viver um amor que permita sem desautorizar, um amor que possibilite sem invadir, um amor que satisfaça sem oprimir. Não é tarefa fácil.
Isso é viver suas próprias experiências e não gozar com a buceta alheia.
Deusa
****************************************************************
Eu fico
Com a pureza da resposta das crianças
É a vida, é bonita e é bonita
Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz
Ah meu Deus eu sei, eu sei
Que a vida devia ser bem melhor e será
Mas isso não impede que eu repita
É bonita, é bonita e é bonita
Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz
Gonzaquinha

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Olha .....





Olha você tem todas as coisas
Que um dia eu sonhei prá mim
A cabeça cheia de problemas
Não me importo, eu gosto mesmo assim
Tem os olhos cheios de esperança
De uma cor que mais ninguém possui
Me traz meu passado e as lembranças
Coisas que eu quis ser e não fui
Olha você vive tão distante
Muito além do que eu posso ter
E eu que sempre fui tão inconstante
Te juro, meu amor, agora é prá valer
Olha, vem comigo aonde eu for
Seja meu amante, meu amor
Vem seguir comigo o meu caminho
E viver a vida só de amor...
(Roberto Carlos na voz de Ivete Sangalo)



Estamos vivendo com muito Amor...

Kleiton meu amor:
Nunca se esqueça
Nem um segundo
Que eu tenho o amor
Maior do mundo
Como é grande
O meu amor
Por você

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Estamos em lua de mel


Estamos em lua de mel faz uma semana.
Kleiton continua com os batimentos cardíacos ora acelerado..ora descompassado..
Sua última frase na cama foi:

Quem sou EU???



Brevemente dou mais noticias...

Beijos cheios de tesão em todos voces..

Deusa




terça-feira, 14 de julho de 2009

Confissões de um Moto-Dom



Manu, fazia tempo que eu sabia desse lance aí de sadomasoquismo, ta ligado? Mas tipo assim, eu nunca tinha chegado nos cara.

Um dia, eu já tava de saco cheio, zoadão mesmo de não conseguir mulher nas salas de sexo, fui pra Cidades e nada, fui pra sala de Por Idade 18-25 e só tinha umas tiazinhas de 50 se fazendo de gatinha, ta ligado? Fui na de Lésbicas e bissexuais e só tinha manu se fazendo de gatinha pra faturar umas franga. Deprimente.

Foi aí que descobri as tais salas do Sadomasoquismo, ou melhor, SM, como eles chamam. Aí, chegado, cheguei la´arrebentando, né? Escolhi um Nick bem zoado que era já pra mostrar que eu tava ali, manu: “PintudoTiraSangue”.

Cheguei nas muié já arrebentando: “Vem vadia!”, “Chega aí e abre essa bunda!” e um monte de coisas assim. Daí os caras lá não gostaram, as mina lá disseram que eu não tinha educação e um manu falou não-sei-o-que de postura. Se-fuder! Ele nem sabia como é que eu tava sentado, maluco!

E se eu tenho essa corcundinha aí, é por causa da moto, cumpadi. Não é fácil ficar na zoeira o dia todo, segurando o guidão, o vento puxando a gente pra trás, manu. Nóis é foda! Fica corcunda mesmo!

Bom, tomei lá umas patadas, mas descobri que o lance é muito louco, manu! Não é só lance de, tipo assim, os cara comendo as mulherada. Tem os tal de sub e os Dom...e as Domme também, maluco. Descobri assim: cheguei numa mina lá Misstress-Sei-lá-o-que, arrebentando, que é pra impressionar logo de cara: “Vem de quatro, cadela, e engole o meu cacete”. PUTZ! Mas deu um auê, maluco, que nem te conto! Era um tal de “Mas que falta de respeito!”, “Veja se te enxerga, moleque!” e tantas outras coisas! As Domme, são tipo assim, umas muié que também qué mandá, ta ligado? E elas fazem barbaridade com os cara! É, por que tem uns maluco lá, que nem tão a fim de comer ninguém! Gostam de lamber pé, apanhar na cara, levar pisão no saco...Muito louco, manu.

Então fiquei na minha, fui vendo como os caras mais experientes no bagulho faziam, e comecei a fazer igual. Ao invés de chegar já arrebentando, comecei a ser mais sutil, e também a me ligar nos Nicks, ta ligado? Nick com maiúscula, o negócio é manter distância, principalmente de mulher, que as Domme são brava pra cacete e falam cada palavrão que nem meu pai falava...E olha que o velho era estivador!

Também mudei meu Nick. Esse negócio de “PintudoTiraSangue” não tava impressionando ninguém. Troquei para “EmpresárioSP”, maluco, que reflete muito melhor minha nova condição, ta ligado? Em dois dias eu já tava trocando idéia com uma mina que me deu até o MSN dela: fadinha.linda.sub@hotmail.com

Com um Nick desses, só podia ser uma princesinha, né? Ela me perguntou o que eu fazia e eu disse que trabalhava no setor de logística estratégica. Quando ela perguntou se eu era empresário mesmo, eu respondi que era dono do meu próprio nariz, que gostava de ter liberdade de ir e vir, essas coisas. Não menti, ta ligado, por que eu acho que a gente tem que ser sincero com os outros, manu. Eu sou mesmo dono do meu próprio negócio, ou melhor, serei mesmo quando acabar de pagar as prestações da moto em 2038, manu e se ninguém levar ela de mim antes na mão grande, ta ligado? E o bauzinho atrás eu ‘customizei’, maluco, com adesivos das rádios, ta ligado? Tem adesivo de todas elas, manu. Ta certo que eu moro em Caieiras, que não é tecnicamente São Paulo, ta ligado? Mas eu trampo na Paulista o tempo todo, então o ‘SP’ do Nick ta valendo, sim, por que não?

Quando eu perguntei como ela era, respondeu que era “gostosona” e que era “muito experiente”. “No BDSM?”, perguntei (descobri que BDSM era mais que SM só, que eu falava antes, manu) e ela respondeu “Também...”. Fiquei meio encanado na hora, ta ligado, por que ‘também’? ‘Também’, o que? Mas resolvi não perguntar nada, por que Dom tem que ser assim, superior, ta ligado? Tem que ter jeito de que sabe de tudo, maluco! E gostava do jeito dela me chamar de “Meu filho” ao invés de “Dom” como as outras faziam, tão friamente. Minha fadinha era especial, maluco!

Então marcamos de nos encontrar numa parada aí chamada Dominna. Tirei o bauzinho da CGzona e dei um trato legal nela, que era pra não passar por pouco, maluco! Cheguei lá e tinha de tudo, manu! Tinha até uma mina amarrada num ‘X” de madeira apanhando de um cara todo de preto, na maior estica. E ela tava só de calcinha, ta ligado? Muito louco, manu!

Minha fadinha não tinha ‘chego’ ainda, mas não quis ficar pra trás, perder tempo zoado. Fiquei ali meio de bobeira do lado do manu de preto e vi que ele tava usando um chicote pequeno pra bater na mina. Quando ele pendurou o chicote e pegou uma raquete, vi que ele ia jogar ping-pong e não quis perder a chance: “Posso continuar aqui com ela, Nobre?” Pô, esse negócio de chamar os outros Dom de ‘Nobre’ é muito louco, ta ligado? E os maluco me chamam assim também! “O Nobre vem sempre aqui?”, “O Nobre tem escrava?”, essas parada aí. Ninguém nunca tinha me chamado de ‘Nobre’ antes! Normalmente é mais “Cachorro-louco do inferno”, “Sai pra lá, FDP!” ou “Quer morrer, desgraçado??”, que é como os motoristas se referem a mim no trato das minhas obrigações diárias.

Pô! Quando perguntei aquilo, o cara parou, ficou me olhando com uma cara esquisita. Todo mundo em volta parou também, muito louco! Então eu vi que a mina lá no X olhou pro manu meio apavorada e eu pensei: “Xii, fodeu, o cara vai é correr comigo e ‘Nobre’ é o cacete!”. Mas ele olhou pra mina meio esquisito, riu meio de lado e saindo da frente, respondeu: “Ela é toda sua, Nobre.”

Vixi, maluco! Me deu a mina e ainda me chamou de Nobre! Eu já parti pra cima, e nem peguei chicote, nada! Fui com a mãozona de segurar guidão, ta ligado? E desci a lenha na muié! Ela começou a gritar e pular muito mais do que com o cara de preto! “To abafando, manu”, eu pensei. E fui ficando louco, ta ligado? Quanto mais a mina gritava, mais eu batia e minha mão já tava doendo, e fui juntando gente, ta ligado? Daí já pensei que não ia deixar todo mundo ali na expectativa: Tirei o ‘Zé Cambão’ pra fora, arranquei a calcinha da muié num puxão e já juntei nela num golpe só, que era pra turma ver que eu não tava lá de brincadeira!

Maluco, foi ‘mó’ confusão dos infernu! Dois manu gigante mesmo me cataram pelos braço e não deu tempo nem de eu recolher o veio ‘Zé Cambão’, que foi arrastando pelo chão até a calçada! Os maluco me jogaram no meio da rua e ninguém me chamou de ‘Nobre’, não! Não entendi nada! Eu me levantei, ajeitei do jeito que deu a minha roupa e tava indo pegar a motocona quando ouvi uma voz atrás de mim: “EmpresárioSP?”

Era ELA!!! Minha fadinha tinha acabado de chegar, maluco! E era um baita mulherão. Dessas de desequilibrar, mesmo, ta ligado? Desequilibrava legal a CGzinha, coitada! Eu nem me arriscava a costurar no meio dos carro, maluco! Uma que não ia passar, mesmo! Outra que tava com medo da motoca inclinar e não voltar mais, maluco! Ainda bem que o pneu de trás era quase novo, lá da General Osório, mas o aro tava pegando nos buracos, ta ligado?

Fomos numa parada ali na Radial, maluco, depois levei a fadinha num motel ali na Fernão Dias, que tava em promoção.

Hoje nós fazemos o maior sucesso quando entramos na sala. Eu de ‘EmpresárioSP’ e ela de ‘{fadinha}_ESP. E nem me incomodo de ela ter sido colega de classe da minha mãe, no ginásio, ta ligado? Que a mina é firmeza e me chama de ‘Donzinho-querido’!
Autoria: Aldo
Texto gentilmente cedido pelo querido amigo Aldo praticante e amante do BDSM..

domingo, 12 de julho de 2009

Preciso que aqueles que me amam me perdoem



Preciso que aqueles que me amam me perdoem. Que me perdoem porque – preciso confessar – eu me pareço com os esquilos... É. Eu me pareço com os esquilos... Esquilos são animaizinhos deliciosos, com sua longa cauda peluda. Qualquer um gostaria de tê-los no colo e acariciar seu pelo liso. Assentados, eretos, olhinhos assustados, eles seguram as nozes com as mãos e as mordiscam de um jeito que faz lembrar os humanos.

Me disseram que eles têm o costume de guardar enterradas as nozes que não comem, com a intenção de comê-las mais tarde, quando os bosques se cobrirem de neve. Me disseram mais, que eles têm memória curta; esquecem-se dos lugares onde guardaram suas preciosas nozes.

Pois eu sou assim: guardo coisas preciosas para degustá-las num momento de calma – e depois me esqueço. E elas ficam enterradas em gavetas e caixas até que, acidentalmente, as encontro de novo. Acham que fico alegre? Enganam-se. Fico muito triste. Porque elas não poderiam ter sido esquecidas.

As nozes, acho que elas até ficam alegres por terem sido esquecidas. Esquecidas, elas não são comidas pelos esquilos. Quando a primavera volta elas germinam, brotam, nascem e se transformam em árvores. Toda noz quer virar árvore.

Mas as coisas preciosas que ficaram esquecidas nas minhas gavetas e caixas não poderiam ter sido esquecidas – porque elas me foram enviadas precisamente para que eu as comesse. Foram presentes de pessoas que me amam, gestos de carinho.

E o que elas receberam de mim, em troca do seu gesto, foi o silêncio...

( Rubem Alves)



Tenho a péssima mania de me esconder daqueles que me amam quando estou passando por problemas. Algumas pessoas quando estão passando por algum problema recorrem aos amigos..choram suas mágoas..buscam um apoio..

Prester a completar 36 anos...alguns me acompanham desde a maternidade e já aprenderam a lidar com esse meu jeito..

E sei que eles ficam imensamente preocupados..pq sabem que estou em momento de refúgio.. e que muitos deles ficam guardados como as nozes.. mas não esquecidos..

Eles também aprenderam que nesses momentos ( algumas vezes duram meses) a única pessoa que travo algum diálogo é com minha mãe..Fiel e companheira.. Seu colo é fundamental.

É através dela ( minha mãe) que eles me buscam..ligam pedem noticias e querem saber se já estou bem.

Ando sumida de muitos lugares..de inúmeras pessoas..até mesmo do espaço virtual..

A vida nesses últimos 3 meses deu inúmeras voltas..

Mas o amor nunca saiu do meu coração.

Foi amor que me fez passar por tudo isso..por todas essas mudanças..

Mudanças essas que mudaram toda minha vida.

Meus queridos amigos vocês são as nozes mais deliciosas que tenho em minha vida. Jamais serão nozes esquecidas.

E você Kleiton..obrigada por ter mudado todos os rumos da minha vida..

Te amo...muito




Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no teu peito
E se isso for algum defeito
Por mim tudo bem...







sexta-feira, 10 de julho de 2009

Pedra Filosofal


Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.
Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.
In Movimento Perpétuo, 1956
Antonio Gedeão
****************************************
Sonhei tanto nesses últimos dois anos..que o sonho se transformou em realidade.
Deusa

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Eterno Amor ou Amor Eterno?

Ele, noventa e dois
Sem nenhum cabelo
Dentes não havia
Pernas não mexiam
Nos olhos catarata
A memória fraca
Um marca passo
E o pênis morto.

Ela, oitenta e dois
Cabelos ralos
Dentes postiços
Nódulos nas pernas
Fundos de garrafa
A memória falha
Mastectomia
A vagina seca.

Mas tinham um amor tão forte
Que mesmo na doença
Derrotava o tempo com virilidade
E loucos para amar de novo
Com olhar romântico
Em dificuldade se aproximaram
Lágrimas nos olhos

Só as mãos se tocando
Ficaram ali parados
Por mais de duas horas
Juntos e quase em silêncio
Gemendo baixinho
Como se fosse uma liturgia
Como se nada mais existisse
Até que lhes veio o êxtase
Muito mais intenso
Do que quando jovens
E na sabedoria de suas idades
Viveram múltiplos orgasmos
Até que em forte espasmo
Soou duplo o findo e letal suspiro.
(André L. Soares )

domingo, 5 de julho de 2009

Faxina Mental



Nessa parte do nosso corpo, está tudo que move nossas ações.
Todas as nossas guerras mentais.
Toda a nossa grandeza e toda nossa miséria.
Todo nosso amor e o nosso ódio.
O cérebro é o nosso carro forte.
Quando não conseguimos controlar nossas emoções.




O carro perde freio.
O que seria um simples problema vira um cruzamento sem paralelas.
Não é fácil manter uma mente saudável.
Livre de todo lixo mental que nós mesmos fabricamos.
Pegar uma vassoura às vezes faz muito bem para nossas vidas.
(Deusa)









PS: A Dona desse blog aprendeu a viver com a vassoura na mente.


terça-feira, 30 de junho de 2009

Cabide




Cabide
E se eu fingir e sair por ai na noitada
Me acabando de rir
E se eu disser que não digo, e não ligo,
e que ficoE que só vou aprontar
É que eu sambo direitinho, assim bem miudinho,
Cê não sabe acompanhar
Vou arrancar sua saia e pôr no meu
cabide só pra pendurar
Quero ver se você tem atitude
E se vai encarar

E se eu sumir dos lugares, dos bares, esquinas
E ninguém me encontrar
E se me virem sambando até de madrugada
E você for até lá
É que eu mando direitinho assim bem miudinho,
Sei que você vai gostar
Vou arrancar sua blusa e pôr no meu cabide só pra pendurar
Quero ver se você tem atitude
e se vai me encarar

Chega de fazer fumaça, de contar vantagem
Quero ver chegar junto pra me juntar
Me fazer sentir mais viva
Me apertar o corpo e a alma
Me fazendo suar
Quero beijos sem tréguas
Quero sete mil léguas sem descansar
Quero ver se você tem atitude e se vai me encarar.
Quero ver se você tem atitude e se vai me encarar.
Quero ver se você tem atitude e se vai me encarar.
Ana Carolina

Vcs não sabem como essa Deusa ama um cabide..rs

E com uma imensa saudade dos cabides do Rio de Janeiro.


domingo, 28 de junho de 2009

LIBERTA


LIBERTA


Deixava-se molhar por sob a chuva,

abria os braços e recebia as águas,

liberta que se achava das amarras,

indo e vindo, onde e quando bem queria,

alegre e louca, influenciada pela lua,

leve e solta assim... lavava a alma.


Mas poucos entendiam o que sentia

ao vê-la bailando linda pelas ruas,

rindo-se do que lhes parecia nada,

cantando e dançando na calçada,

amando a sensação nova que vivia.

(André L. Soares)

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Insônia


Não durmo, nem espero dormir.

Nem na morte espero dormir...


Noite absoluta, sossego absoluto, lá fora.

Paz em toda a Natureza.

A Humanidade repousa e esquece as suas amarguras.

Exatamente.

A Humanidade esquece as suas alegrias e amarguras.

Costuma dizer-se isto.

A Humanidade esquece, sim, a Humanidade esquece,

Mas mesmo acordada a Humanidade esquece.

Exatamente. Mas não durmo.

( Álvaro de Campos)

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Selos: Lista de Desejos / A Dona desse blog é uma fofa

Foram dois selos de uma só vez..adorei..primeros selos que esse novo blog ganhou.. e já que foi em dose dupla nada melhor que uma postagem em dose dupla..Por isso primeiro selo presenteado por uma linda e poética moça a Silvana..do blog Crepúsculo.. e o outro da encantora Hellena do blog Arevida.


Selo Desejos indicado por Silvana Machado:
Regras do jogo:

A pessoa selecionada deve fazer uma lista com oito coisas que gostaria de fazer antes de morrer.
É necessário que se faça uma postagem relacionando estas oito coisas e é necessário que a pessoa explique as regras do jogo.Ao finalizar, devemos convidar oito parceiros de blogs.
Deixar um comentário para quem nos convidou.
Meus Desejos:

Todos os meus desejos são rodeados de mistérios e segredos. Mas desejo muito:

Que a vida continue sendo generosa comigo..pois tudo que sonho e desejo sempre consigo realizar..

Que o homem amado seja para sempre amado..do meu lado..

Que meus filhos cresçam com muito amor no coração..que o bem sempre esteja em seus corações.

E por fim desejo..a todos meus amigos:

Que vocês tenham a quem amar

E quando estiver bem cansados

Ainda, exista amor

Prá recomeçar

Frejat

******************************************************




As regras do selo são as seguintes:

1- Dizer quem passou o selo e colocar o link.

http://desejossecretos2008.blogspot.com/

2- Copiar e responder as perguntinhas.

3- Escolher cinco amigas blogueiras e fofas.

4- Avisar que ganharam o selinho: "A dona deste blog é uma fofa".




PERGUNTAS:

1. Mania: Morder

2. Pecado Capital: Todos eles..hehehehe

3. Melhor cheiro do mundo: Cheiro do Amor

4. Se dinheiro não fosse problema eu faria: Ele não existiria

5. Casos de infância: Brincadeiras de criança como é Bommmmmmmmmm

6. Habilidade como dona de casa: Todas se dinheiro não fosse problema..adoraria ser somente uma dona de casa..rs

7. O que não gosta de fazer em casa: De receber visitas fora de hora..principalmente quando não estou com vontade de papear.

9. Frase: Viver ultrapassa qualquer entendimento ( Clarice lispector)

10. Passeio para a alma: Viajar com os meus filhos

11.Passeio para o corpo: Banhos de espuma

12. O que me irrita: Ser contrariada

13. Frase ou palavra que fala muito: Preciso tirar umas férias de ser mãe..rs ( Como se isso fosse possível ficar longe dos meus anjinhos aborrecentes..

14. Palavrão mais usado: Porra

15. Desce do salto e sobe o morro quando: Mexem nas minhas coisas..odeioooooooooo

16. Perfume que usa no momento: Nenhum..sou alérgica a perfumes..

17. Elogio favorito: Todos..amo ser elogiada.

18. Talento oculto: Deixo de ser oculto quando descrito..

19. Não importa que seja moda, não usaria nem no meu enterro: chinelos de dedos na rua..kkk acho terrivel isso..rs

20. Queria ter nascido sabendo: Que a vida é bela..mesmo nas dificuldades

21. Eu sou extremamente: Feliz...

Minhas indicadas para todos esses selos são:

http://vita-senhor.blogspot.com/

http://escravasubmissadogwoman.blogspot.com/

http://millaborges.blogspot.com/

http://deusabruxavampira.blogspot.com/

Beijos...com muito carinho!















































domingo, 14 de junho de 2009

Hoje vou falar de amor.


Hoje vou falar de amor. Sei que ultimamente ando escrevendo muito sobre o amor.Essa impaciência que o amor nos causa. Dê certa maneira o amor faz a gente ficar assim transpirando ele por onde passamos. E não seria diferente aqui no meu bloguer.


Preciso explicar que não sei mais viver sem o amor.

Sentir o sangue correndo.

Pelas veias, jorrando no coração.

E saber que é o amor que esta me fazendo viva.

Saber que meu corpo sente as sensações.

De amar e ser amada.

O que seria de mim sem amor?

Sem esse sentimento que nos torna:

Tão fortes e ao mesmo tempo frágeis.

Esse sentimento que nos alegra a vida.


Que traz a luz para noite.

O brilho para o dia.

Preciso dizer uma grande verdade.

Não vivo sem amor.

Não vivo sem as emoções que ele me proporciona.

Porque sei que o amor nunca acaba.


Fico com Paulo Leminsk ao descrever que o amor não acaba:

Amor, então, também, acaba?

Não, que eu saiba.

O que eu sei é que se transforma

numa matéria-prima

que a vida se encarrega de

transformar em raiva.

Ou em rima.


Ele nasce e renasce em nossos corações.Muitas pessoas desistem do amor, pelos tombos decorrentes da vida.Mas o mais importante é nunca desistir do amor.
E como diria Drummond:

Não precisas ser amante,

e nem sempre sabes sê-lo.

eu te amo porque te amo.

amor é estado de graça e

com amor não se paga.


amor é dado de graça

é semeado no vento,

na cachoeira,no eclipse

.amor foge a dicionários

e a regulamentos vários



eu te amo porque te amo,

bastante ou demais a mim

porque amor não se troca,

não se conjuganem se ama

porque amor é amor a nada,

feliz e forte em si mesmo



amor é primo da morte,

e da morte vencedor,

por mais que o matem (e matam)

a cada instante de amor.

( Carlos Drummond)



Kleiton


Aqui eu somente posso dizer que tudo que descrevi nesse texto..somente foi escrito pelo Amor que você me dedica..o seu amor..que é daquele jeitinho que somente eu e você conhecemos..
Deusa....









domingo, 7 de junho de 2009

Meus caminhos..Nossos Caminhos

Foram dois convites irresistiveis para a noite de sábado ambos no mesmo lugar.De um lado a amiga que estava aniversariando do outro a dona do clube que nos autorizou a fazer qualquer tipo de cena exibicionista ali..e ainda com o Dungeon fechado para nós dois. Ademais jamais iria cuspir em pratos que já comi e fui muito bem recebida.

Depois de oito meses ambos reclusos e seguindo adiante com nossa decisão de não vivermos nossa relação em meios ou grupos..seguimos com um único compromisso rever a liga do Bem..e a liga do Mal..hahahaha coloquei arruda atrás da orelha..rs
Passado tanto tempo sem ir ali..e sem nenhuma vontade de ser um "arroz de festa" percebi que as coisas não mudaram muito. Mulheres sem coleiras na caça de um pretendente. Homens ainda tentando montar um harem..Os que montaram tentando a todo custo manter um pouco de harmonia entre suas mulheres.
Mulheres levando um monte de tapa na bunda..sem aguentar..e muito menos gostar..somente para agradar o homem que domina.Homens tentando manter a posse de macho todo poderoso..e na realidade não passam de paus mandados por suas mulheres.
Alguns ainda tentando tirar uma lasquinha dessa Deusa...por acharem quem em relacionamentos baunilhas não existe o comprometimento da relação.Kleiton pode não usar mais a capa de Dominador mas é o meu homem, meu companheiro que tenho imenso respeito. E isso é reciproco.
Nos respeitamos muito, não temos segredinhos..e muitos menos segredos.Burros são aqueles que me convidam para uma noite de farra sem ele. Como se o nosso prazer fosse servir o prazer dos outros. Ledo engano.
Ali chegamos..sentamos e nos divertimos com quem achamos que fossem dignos da nossa companhia..Já os outros sinto muito..o máximo que posso dizer é que tenham muita sorte nessa vida em suas escolhas.
Escolher, porém, significa comprometer-se com a vida. Quando alguém faz uma escolha, deve lembrar-se que o caminho a ser percorrido vai ser muito diferente do caminho imaginado. Escolher significa: “bem, eu sei onde quero chegar”...Mas será que as pessoas que vcs escolhem querem chegar no mesmo caminho que o seu?
Dei risada..bebi..e baguncei muitoooooooooooo... como sempre faço quando quero me divertir. Ainda fiz sessões de fotos. Saímos cedo de lá..a intenção era essa somente..aparecer e dizer estamos muito bem juntos.O sábado passou..dormi como criança nos braços do Kleiton..acordei ainda ouvindo as palavras de Mistrees Bela ao nos rever:
" Sabia que tinha que ser voces! Vendo esse amontoado de gente e essa bagunça toda..Somente vcs dois para estar aprontando isso"
A bagunça..foi das boas..rs Deusinha estava..alisando uma mocinha indefesa...rs enquanto Kleiton me alisava..e os meus pézinhos passeando nas coxas de uma outra moça..rs
Coisas da Deusa e do Kleiton..pq se existem pessoas que acham que gozar é somente levando tapas..Eu gozo muito a vida trepando mesmo..rs
E da próxima vez que voltar ali..levarei uns cartões personalizados com o endereço do nosso sexlog..foi tanto os pedidos do nosso link.
Pelo menos tem gente que gosta de gozar um pouco nessa vida. E assim vou seguindo o meu caminho. O meu caminho e do Kleiton!... Nunca segui dogmas, conceitos, opiniões de quem quer que seja. Nunca me senti mais uma do rebanho, pois nunca houve “pastor” que tivesse coragem de tentar levar-me por caminhos que não fossem os meus.
Sigo o meu caminho. Não há nada nem ninguém que consiga desviar um só milímetro deste meu rumo. Olhando para os caminhos que percorri, para aquilo que passei, pelas ruas onde andei, pelas pedras que me atiraram, somente me arrependo de não ter sido mais seletiva em minhas amizades.

Continuarei a ser EU, podem dizer de mim o que quiserem, o que bem entenderem mas uma Mulher castrada, isso, … Nunca serei!



PS: Durante essa semana posto as fotos..










quarta-feira, 3 de junho de 2009

Matemática do Amor


Quando a fantasia ficou para trás.
E resolvemos viver a dois nosso relacionamento..
Fizemos a matemática do Amor.
Em relacionamentos a dois não se divide o amor.
Amor é composto de dois seres que se deixam pelo amor moldar.
No decorrer do amor, onde cada instante é feito a dois,
os frutos do amor sempre chegam depois.
O amor é duplo em seu viver,
pois sem dois o amor não pode acontecer.
Deusa

domingo, 31 de maio de 2009

Voraz e insaciável


Kleiton

Quando você chega:

atiçado pelo meu cheiro..

Nessa mistura de odores e temperos..

Voraz e Insaciável...
Você

Devora-me sempre:

Por Inteira!

Deusa

Palavras Ditas em um Divã.


quarta-feira, 27 de maio de 2009

Fragmentos

Juro que tentei enxergar o brilho das estrelas ontem.
Juro que tentei enxergar o sol amanhecendo hoje.
Juro que somente consegui enxergar o meu umbigo.




Existem pessoas que esperam somente um amanhecer.
Eu espero por dois.

As vezes precisamos ser frágeis
para vermos o quanto somos fortes.

domingo, 24 de maio de 2009

De um lado X Do outro lado




De um lado existia alguém que conheçia há anos.
Do outro lado alguém quase que desconhecido.
Do lado conhecido existia carinho.
Do outro lado carinho e desejos.
De um lado o presente sem futuro.
Do outro lado presente e futuro.
De um lado a consciência pesava.
Do outro lado a consciência livre.
De um lado o silêncio ensurdecedor.
Do outro lado elogios e carinhos.
De um lado o ódio.
Do outro lado o amor.
De um outro lado estava minha alma.
Que tinha escolher que lado seguir.
De um lado uma vida que foi construída.
Do outro lado uma vida que eu sonhava.
De um lado alguém que me pedia uma chance
de continuarmos o que não existia mais.
Do outro lado alguém que nada pedia..apenas me deu.
Eu fiquei com o outro lado..pq ele me deu o seu Amor.
E juntos formamos todos os lados.

Kleiton...

Se um dia esse coração não sabia por que
batia tão feliz quando te via..
Há tempos ele sabe que encontrou em você o
Amor.
Também sei o quanto é sincero o Amor que me dedica.

Por isso:

Vem, vem, vem, vem..
Vem matar essa paixão que me devora o coração
E só assim então serei feliz
Bem feliz..

E como somos felizes!

Te amo muito!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Coisas do Cotidiano: O médico I


Ele era um pessoa comum. E pessoas comuns são pessoas comuns. Seu único diferencial era sua profissão. Médico Neurologista. Ele era um médico. Vinte anos de profissão inteiramente dedicado aos seus pacientes.
Tinha sua rotina habitual. Seu consultório particular e os seus cargos em dois postos públicos de saúde, cada um em municipios diferentes dessa cidade de São Paulo. Tinha que manter a mente arejada, fresca e leve. Lidava diariamente com a saúde mental de todos os seus pacientes.
Já tinha presenciado inúmeras coisas durante esses seus vinte anos de profissão em sua sala de consultório. E sempre dizia que nada mais o surpreenderia. As diversas sindromes que foram surgindo e sendo diagnosticada pela ciência ele acompanhava e se atualizava.

Ele lembra-se que certa vez um homem procurou seu consultório porque a mulher dele se queixava de várias dores de cabeça durante á noite. E as dores eram somente noturna, bastava ele o marido chegar em casa que ela reclamava das dores. E com os olhos marejados de lágrimas confessou que sua vida sexual estava acabada.


Ele um trabalhador comum operário do setor civil, saia cedo de casa, retornava ao lar somente ao escurecer. Mas era nesse retorno que sua esposa sofria da maldita dor de cabeça. Ele como médico precisava da paciente para avaliar sem ela ali não seria possível. Mas ele com toda sua experiência de vida porque o caso em questão não era experiência de saúde. Ele tinha dois diagnósticos: ou ela tinha outro e o evitava durante á noite quando o marido chegava ou o amor tinha acabado.


Mas ele não poderia dar esse diagnóstico para aquele homem. Isso não era problema dele. Não era isso que ele queria ouvir. Não foi atrás da sua experiência de vida que ele sentou em sua cadeira. Não teve dúvidas e falou: Vá buscar sua esposa ainda é cedo. preciso examina-lá.


Eram dez horas da manhã, ele havia faltado no trabalho para ir naquele consultório. Pelo horário sua esposa estaria acordada e o melhor sem dor alguma. Quem sabe antes de retornar ao consultório ele consiga ter sua mulher em seus braços. O corpo corresponde aos pensamentos estica a blusa. Pega a chave no bolso, abre a porta, entra no quarto.


Duas horas da tarde o movimento ainda era intenso naquela na rua. O carro do IML havia deixado aquele lugar alguns minutos. O médico olha o carro passando. Para ele aquilo era normal.

Pensa no paciente que não retornou com a esposa. Uma enfermeira entra em sua sala e diz: Doutor sabe aquele homem que veio aqui em seu consultório de manhã..se matou. Motivo ninguém sabe ao certo. O corpo foi encontrado pela esposa e pelo irmão do falecido na cozinha.


Ele tinha suas desconfianças.. Mas era apenas um médico.




Deusa....
















quinta-feira, 21 de maio de 2009

O MITO DO AMOR E DA TRAIÇÃO


AFRODITE E ARES
A chuva havia cessado e um clarão escarlate irrompia do Monte Olimpo espalhando-se pelas fachadas das casas caiadas de branco da cidade de Olímpia que, em festa, rendia tributos ao supremo deus dos deuses: Zeus. Dionísio, também, era reverenciado nas casas, através dos tonéis de vinho e nas alcovas e tendas dos amantes insaciáveis.
Musas de cabelos encaracolados, de peles alvas e seios fartos imitavam as ninfas das florestas cobertas apenas com nesgas de seda que desciam do pescoço e se enrolavam nas nádegas carnudas. Jovens guerreiros, másculos e orgulhosos, se misturavam nas tendas coloridas sob os olhares sedentos das belas jovens.
Quando a noite chegou as tochas foram acesas emprestando tons mais fortes àqueles viventes e uma orgia, mesclada de vinho e incenso, se espalhou por toda a cidade: sem pudor, as jovens virgens se entregavam aos poderosos guerreiros que as carregavam nos braços para uma tenda e, selvagens, seguravam seus seios, arrancavam-lhes beijos ardentes e as possuíam pelo tempo que as forças lhes permitiam.
Zeus, do Olimpo, a tudo assistia ao lado de Hera, e a todo tempo mostrava a Dionísio que ele também era responsável por toda aquela orgia. Dionísio, com um sorriso zombeteiro, apenas dizia: “Os mortais, nesse instante de prazer, sentem-se deuses. Deixem-nos”. Zeus, contudo, estava abatido:
Afrodite, a deusa do amor, a mais bela entre todas as deusas e mortais, desobedecia-o. Entregara-a para o mais infeliz de seus filhos – Hefesto – que nascera coxo, mas tornara-se um artista. Afrodite aceitou a imposição e casou-se com Hefesto, mas traia-o com Ares, o Deus da Guerra, o seu grande amor.
Nos corredores do palácio real Afrodite caminhava devagar, espalhando perfume de flores por onde passava. Seus cabelos loiros, sua pele alva e seus olhos azuis brilhavam e extasiavam os jovens deuses e causava fúria e inveja nas outras deusas, principalmente em Eris, a deusa da discórdia - que sabia que Afrodite era filha de Zeus com Perséfone, a deusa das flores.
Mais uma vez Afrodite deixou seu palácio e dirigiu-se para os braços de Ares que a esperava no leito. Mais uma vez Ares sentiu o corpo todo estremecer diante da estonteante mulher se despindo diante dele – tudo nela era perfeito e sua pele reluzia rija de desejo.
Enquanto isso, Eris incutia na mente de Hera que uma desgraça adviria daquele amor proibido se Zeus não o impedisse de continuar, pois Hefesto, filho legítimo de Zeus, já não era mais capaz de ser um grande artista. Hera exigiu de Zeus que terminasse com o amor de Afrodite e Ares, pela paz do Olimpo e da terra, ou ela convenceria Plutão, o deus da morte, a enviar uma praga que acometeria todos os mortais. Zeus suspirou e, não querendo discórdia com a esposa, dirigiu-se para o palácio de Ares e encontrou os dois amantes se deleitando sobre o leito em beijos apaixonados. Ordenou-lhes que se separassem daquele dia em diante e que Afrodite fosse plenamente fiel a Hefesto.
Completamente nua ela se levantou e, em silêncio, deixou o aposento. Naquele mesmo dia ela anunciou a Hefesto que descansaria na Ilha de Chipre. Colocou sua túnica branca, seu cinto de ouro e partiu. Na terra ganhou forma humana, enlouqueceu muitos homens e incutiu nas mentes de todos os mortais que o amor não é apenas encanto, devoção e prazer, mas crueldade, vingança e ciúme.
Enquanto chorava o amor perdido, Afrodite banhava-se nas águas do lago, e da sua essência nasceu uma linda ave de pescoço longo e olhar lânguido aque os homens batizaram de cisne; e nas suas margens brotaram esplêndidas flores brancas, rosas, vermelhas e amarelas que foram batizadas de rosas e mirtos.
Ares, contudo, inconformado com a imposição de Zeus, desceu a terra e foi à procura da sua amada, encontrando-a nua e reluzente a banhar-se no lago. A saudade de ambos era tamanha que não proferiram palavras, apenas se entregaram à volúpia e os seus gemidos foram ouvidos por toda a terra e no Olimpo. Eris, que vigiava os passos de Ares, correu a contar para Zeus a desobediência dos amantes.
Zeus, furioso, enviou um raio à terra que estremeceu os mares e as montanhas. Deixou o Olimpo, foi ao encontro dos amantes, achando-os sobre a relva macia de um bosque, e sentenciou: “deste instante e para sempre vocês estarão separados, ficarão no firmamento a olhar um para o outro, brilhando para os mortais”.
Assim, a primeira estrela a reluzir prateada no céu é Afrodite – que os romanos batizaram de Vênus - e, logo depois, deslumbrado com a sua beleza, surge o brilho vermelho de Ares – que os romanos batizaram de Marte – Os dois amantes condenados pela eternidade a se admirarem, distantes e infelizes.


********************************************************************
Dizem que amor não é apenas encanto, devoção e prazer, mas crueldade, vingança e ciúme............. uma eterna verdade na vida de quem tenta destruir o amor!

Deusa...
********************************************************************





segunda-feira, 18 de maio de 2009

Apenas uma voz triste


Escuto uma voz triste.
Mas é apenas uma voz
Talvez seja de uma menina
preciosa.


Uma noite fria
Com lembranças amargas,
E um futuro incerto.
Ou muito certo.

Ela esconde sua insegurança.
Tem medo de arriscar,
Mas mesmo assim arrisca..
Mesmo com medo de fracassar.


Às vezes ela não sabe o
que falar.
Ela se cala...
Deixando muitos vazios
em sua volta.

Ela é durona, forte,
Briga e enfrenta.
Seus olhos brilham

As vezes chora
Com todas as lágrimas.
que podem existir dentro
dela.
Alguém lhe diz não chore.


As vezes ela olha em volta,
E sabe que não está sozinha.
E que nunca estará...


Muitas vezes essa menina
Fica cara-a-cara comigo,
E não é nenhuma lembrança
do passado.



São olhos que se cruzam
e se calam.
Quando eu me calo.
Ainda quero ouvir essa
menina cantar..
Novamente.



Não quero causar dor..
Nenhuma a mim mesma..
Mas as minhas palavras
Sempre são fortes e verdadeiras.

Deusa
*********************************





Apenas com um leve melancolia e como dize o poeta:
melancolia é apenas uma forma romântica de dizermos
que estamos triste.
É estou triste hoje.
E amanhã: é um outro dia!




domingo, 17 de maio de 2009

Deixa a vida me levar! Será?




Existem nas recordações de todo homem coisas que ele só revela aos amigos. Há outras que não revela mesmo aos amigos, mas apenas a si próprio, e assim mesmo em segredo. Mas também há, finalmente, coisas que o homem tem medo de desvendar até a si próprio...” (Dostoiévski)

E fico eu me perguntando pq o ser humano tem tanto medo de enxergar a si próprio?
Não seria mais fácil viver dentro da verdade da vida?
O que somos? Pq que estamos no mundo?

Marilena Chaui descreve isso sabiamente:

Por que nada permanece idêntico a si mesmo? De onde vêm os seres? Para onde vão, quando desaparecem? Por que se transformam? Por que se diferenciam uns dos outros?

Mas também, por que tudo parece repetir-se? Depois do dia, a noite; depois da noite, o dia. Depois do inverno, a primavera, depois da primavera, o verão, depois deste, o outono e depois deste, novamente o inverno. Ninguém nasce adulto ou velho, mas sempre criança, que se torna adulto e velho.
( Convite a Filosofia)

Foram perguntas como essas que fizeram na Antiguidade mudar toda uma geração da humanidade com os filósofos..
Esses dias fiz um comentário no blog das "Moiras" que deu origem ao lindo post que Deusa Circe fez se solidarizando com os devaneios filosóficos dessa Deusa.

Tirar os outros da caverna não é tarefa fácil, é uma tarefa árdua, ainda mais quando o laboratório mental está a postos e tudo passa a ser motivos de condenações.
Qualquer coisa feita, qualquer atitude, é motivo de apontarem o dedo na cara e dizer umas “verdades” sombrias... não passam de sombras... Não estou dizendo que existe maneira de deter a verdade, pois não há. Mas existem formas de respeitar as verdades que se apresentam como diferentes das impressões sombrias de muitos, que só enxergam reflexos... infelizmente...
Vale a pena conferir ele na integra:

http://deusabruxavampira.blogspot.com/2009/05/alegoria-da-caverna_11.html


De tudo que Duda postou ali percebo que continuo com os mesmos pensamentos e indagações de vários séculos passados.

E hoje depois de conviver com todo tipo de ser humano..Chego a triste conclusão que pensar não é para qualquer um. Enxergar a verdade da vida muito menos ainda.

Mas hoje é domingo..ficarei aqui com o meu chopp..quem sabe escuto aquela famosa música da inércia..do filósofo de butequim Zeca Pagodinho..E vamos deixar a vida nos levar..Fácil..Fácil..assim..Será?


Eu já passei
Por quase tudo nessa vida
Em matéria de guarida
Espero ainda a minha vez
Confesso que sou
De origem pobre
Mas meu coração é nobre
Foi assim que Deus me fez...


Deixa a vida me levar
(Vida leva eu!)
Deixa a vida me levar
(Vida leva eu!)
Deixa a vida me levar
(Vida leva eu!)
Sou feliz e agradeço
Por tudo que Deus me deu...
(Zeca Pagodinho)