domingo, 27 de setembro de 2009

Sem você nem o tempo me faz companhia.



E quando todas as horas do meu dia se tornou vazio sem você..
Descobri que não dava para viver sem você.
Não foi fácil descobrir o amor..não foi fácil aceitar que estava amando.
E muito menos descobrir o vazio que ficava com sua ausência. Vazio que sangrava o coração.
Lembro que ele fez uma certa viagem para a cidade maravilhosa..foi com essa ausência que descobri o amor.
Mas que poderia eu exigir de um homem que se dizia que era meu Dono..? Nada..não exigi nada.

Lembro do regresso dele..que ao colocar os pés em São Paulo me ligou..falando da saudade dele..e nos encontramos no mesmo dia.E fui me entregando na maior viagem que já fiz na vida..Viajei do seu lado. Aceitei aquilo que ele me dava
e as vezes achava tão pouco..perto do que tinha para oferecer. E naquele momento da nossa história lhe dei aquilo que buscava a submissão dos meus desejos.
Mas a entrega foi crescendo de uma tal maneira que até mesmo o dominador se entregou. Misturamos nossos corpos. Misturamos nossos desejos. Misturamos nossas vidas.


Certo dia fui viajar..me ausentei por alguns dias..E como sentimos falta um do outro. Nem mesmo o celular dava conta de aliviar a dor da ausência. Ele sentiu..eu senti também. Pela primeira vez Kleiton desabafaria:
Eu não vivo mas sem você.
E muito menos eu..Prometemos um ao outro que não ficariamos mais separados.
Foi assim que nos casamos.
Já se passaram dois meses da nossa união.. é o fogo que arde quando acordamos..quando ficamos juntos em casa a tarde..a noite..rs já estamos em pleno incêndio.


Semana passada tivemos um desencontro no fim do dia ao retornamos para casa..meu celular descarregado..
Uma hora de atraso foi o suficiente para deixar nossos corações desesperados..Kleiton já pensava no pior. E eu desesperada por saber que ele estava preocupado comigo.
Quando consegui ligar para ele..meus olhos já estavam cheio de lágrimas..Não demora muito ele chega.
Semblante abatido..preocupado..Olha nos meus olhos e diz:
"Voce vai andar agora com dois celulares.Eu já estava pensando no pior..Você é tão desligada do mundo quando anda pelas ruas..Demorei tanto pra te encontrar que não consigo mais viver sem você.."


E nem eu meu amor..vivo sem VOCÊ..


Te amo..muito..


PS: E no carro tocava essa canção..
Não sei se saberia chegar até o fim do dia sem você..

6 comentários:

{Amar Yasmine}_DEXPEX disse...

Minha linda e amada amiga!

Vcs merecem todas as alegrias e prazeres que o amor oferece. Que seja pleno e estejam juntinhos ad aeternum.
É muito bom sabe-los assim.

Doces besos de Amarzinha.

*;-)

As Moiras disse...

Ai, ai, amiga...

Sei como é isso, como é se preocupar assim com quem se ama.
É uma preocupação gratuita de quem sabe que um risco na pessoa amada é uma ferida enorme em si próprio. Pq amar faz com que não se queira nem por um segundo que aconteça algo, o mais simples que seja, com quem se ama. Pq acontecer algo com o amado, é acontecer com a gente...

Ao mesmo tempo, também sei o que é ser avoada demais rsrsrsrs. Ui se sei! rsrsrs minha cabeça vive nas nuvens, só não a perco pq é presa no pescoço. Agora mesmo nem faço ideia de onde está meu celular... rsrsrs

Se cuidem!
Amo vcs!

Bjs!!!
Deusa Circe.

{Λїŧą}_ŞŦ disse...

Deusa, linda Deusa...

é um prazer imenso estar entre seus queridos e receber sempre seu carinho que, acredite, é recíproco.
Melhor ainda é compartilhar dessa felicidade tão grande que vocês sentem por estar juntos.
Isso dá alento e esperança a quem os vê e acompanha.
Meu desejo é que isso dure eternamente... e sei que vocês têm a fórmula: o amor.

Beijos meus, com carinho.

Kleiton - Simplesmente Ser disse...

Foram tantas momentos em que senti sua falta ao meu lado, que não gosto nem de lembrar, hoje quando estou em casa sozinho enquanto trabalha, sinto uma saudade imensa de te-la ao meu lado, mas pelo menos sei que a noite estaremos juntinhos, conversando, rindo e nos amando.
Mas sei que essa dor de antigamente não irei sentir mais, pois está proibida de viajar sem eu rsssss.

Porque eu nao vivo mais sem você, minha safada, minha mulher, minha esposa.

{Nanda}_FX disse...

Linda

que delicia ler-te assim
melhor é poder compartilhar desta felicidade...

beijos no coraçao

Laura Maria disse...

Oi, minha deusa!

Sou eu, a Maria...lembra de mim?
Senti saudade e vim passear no seu blog.Ele é tão você.Tão bonito e repleto de sensações/sentimentos.Eu, a romântica que não deseja curar-se jamais, fiquei tocada com esse texto.Entregar-se por completo ao amor é a maior e mais mágica de todas as audácias...;)
S@udade, s@udade, s@udade...

Beijos!

Maria, maria.