sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

A princesa e a Rã




Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse:

“Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre…”

E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava:
“Nem fo…den…do!”

Hahahahahahahahaha!!! Gostaram?

PS: Eu faria o mesmo.. Que raios de príncipe é esse que não tem o próprio castelo (pra deixar a mãe lá) e já vem querendo se apoderar do meu sem nem saber meu nome? Não vou fazer seu jantar se eu não estiver com vontade, muito menos lavar suas roupas. Não teria o menor interesse de ter filhos com um príncipe ‘uó’ desse e jamais conseguiria ser feliz para sempre deste modo.


Deusa

Um comentário:

{Λїŧą}_ŞŦ disse...

Querida, muito querida Deusa,

vim, em primeiro lugar, agradecer a sua preocupação.
Foi um começo de ano complicado, onde não só o tombo machucou, mas agora começa a melhorar e algumas coisas muito boas vêm acontecendo.
Mas o melhor é ter vocês comigo, amizade é algo que não tem preço.
Agradeço a você por existir e a Deus por ter te encontrado.
Lendo aqui, aprendi uma lição: nunca beijar uma rã... hahahaha.
Beijos meus.

{Λїŧą}_ŞŦ